Suplementação de Nitrato (o porquê de tanta Beterraba!)

12244481_951223984966678_3561482383120434969_oMuitos estudos vêm demonstrando uma alteração positiva na resposta fisiológica à atividade quando esta é precedida pela alta ingestão/ suplementação de nitrato e este fato vem despertando cada vez mais o interesse dos atletas e praticantes de atividades físicas. Mas, afinal, como esta suplementação funcionaria?

O óxido nítrico é uma substância essencial para a fisiologia “normal” do corpo e a sua carência é refletida em queda do desempenho na atividade física. Ele está envolvido em muitas reações, dentre as quais vale destacar: vasodilatação, angiogênese, aumento da captação de glicose, contração muscular e função mitocondrial. O nitrito pode ser reduzido gerando óxido nítrico e, por esta razão, a sua suplementação/ alta ingestão diária pode ser utilizada como um excelente recurso ergogênico para a atividade. Ele atuaria beneficiando as reações nas quais está diretamente envolvido, como: perda de gordura (pelo aumento da função mitocondrial) e hipertrofia (pela angiogênese e melhora da captação de glicose).

FullSizeRender (22)Podemos aumentar os “estoques” de nitrito através da ingestão dietética de nitrato, sendo este último presente em grandes quantidades na beterraba e algumas folhas. Estudo comandado por Andrew M Jones (grande pesquisador sobre o assunto) demonstrou que a ingestão diária de 500 ml de suco de beterraba (5 a 7 mmol de nitrato) aumentou significativamente a concentração plasmática de nitrito e produção de óxido nítrico. Como consequência, houve a redução da pressão sanguínea, redução da utilização de O2 durante exercício submáximo e aumento da tolerância ao exercício.

Importante! O pico de nitrato plasmático ocorre 3 horas após a ingestão e se mantém elevado por 6 a 9 horas. Faça as contas e comece a treinar na hora certa! Mas a ingestão deve ser feita diariamente para que ocorra uma “saturação” do nitrito plasmático e as consequentes respostas fisiológicas.

FullSizeRender (21)Atenção: existe a possibilidade de altas doses de suplementos de nitrato serem prejudiciais à saúde. Em contrapartida, a ingestão via alimentos mostra-se benéfica para a saúde. Explore a ingestão de alimentos fontes de nitrato: beterraba, espinafre, alface, agrião.

Se você não come (ou não comia) verduras, está aí um ótimo motivo para começar a incluir verdes/ roxos nas suas refeições! Bons Treinos!

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s