Auto sabotagem – o inimigo número 1 da sua dieta

Auto sabotagem – o inimigo número 1 da sua dieta

 

FullSizeRender (20)O mais importante na hora de dar o primeiro passo para uma reeducação alimentar é a conscientização de que está fazendo isso por você; pela sua saúde; seu bem estar e de ninguém mais! Digo isso pois assim podemos minimizar os riscos da “auto sabotagem” inicial. Você querer mudar é o passo fundamental para enfrentar os desafios sem criar empecilhos.

É normal que bem no início (antes de vermos qualquer resultado com a mudança alimentar), algumas pessoas comecem “involuntariamente” a sabotar o programa alimentar prescrito. Isso acontece pois o que mais motiva a continuidade são os resultados práticos. Desta maneira, antes deles acontecerem, podem aparecer alguns pensamentos do tipo: “incluir um pequeno docinho não faz mal”, “não vou comer a salada só hoje”, “vou substituir a refeição por um biscoito menos calórico”, “vou comer mais hoje e compensar amanhã”…

Tudo isso pode parecer “coisas mínimas” ao olhar do paciente. Mas, na maioria das vezes, são trocas ou substituições muito ruins quando vistas por nós (nutricionistas). Para a gente o que importa em uma refeição não é o valor calórico em si, mas sim, como manteremos os hormônios do paciente em cada momento do dia. Por isso, essas trocas “inofensivas” podem ser muito mais prejudiciais do que se pensa. Com as substituições frequentes, a dieta não tem muito resultado e as sabotagens tentem a aumentar cada vez mais….

A prática de atividade física junto com o início da reeducação é um fator extremamente positivo por várias razões: a rotina se torna um ciclo interessante onde a alimentação passa a depender do treino e o treino da alimentação. Assim, os resultados aparecem de forma muito mais rápida e efetiva – o que é essencial para a motivação inicial. Além disso, contribui para a “não sabotagem” e começa a se tornar uma rotina prazerosa de ser seguida. É um momento de dedicação total a você e que você percebe um retorno estético e no bem estar.

Antes de trocar alguma coisa no programa prescrito para você, reflita se realmente precisa fazer aquilo ou se é apenas um “comodismo” ou uma “desculpa”… Não vá pelo caminho mais fácil, escolha aquele que te trará o resultado esperado!

Bons Treinos…

Fotos: Roberto Vassallo.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s