Como detectar um erro nutricional e alavancar seus resultados em 2014

Começamos mais um ano! Acho um ótimo incentivo para focar nos projetos! As festas já passaram e com elas todas as desculpas acabaram, certo? Quem está aqui no blog hoje é porque está procurando iniciar o ano junto com a gente: em busca sim de resultados, mas sempre apoiado na ciência e na saúde, pois é essa a nossa proposta. Vamos juntos?
Então, para começar bem, vou falar de uma maneira simples de detectar que algo está errado com a sua dieta (deste modo já podemos começar de forma correta, certo?).
Você começou a mudar radicalmente seus hábitos alimentares e sentiu que algo mudou no seu hálito? Anda sentindo um gosto cetônico na boca? Há algo errado com o seu programa! As vezes é um erro bobo na quantidade, mas com alguma mudança seu resultado já pode melhorar muito. O hálito cetônico é bastante comum em dietas radicais e pode ser bioquimicamente explicado!
Se você está sentido isso é porque muito provavelmente você (querendo reduzir o percentual de gordura a qualquer custo) reduziu drasticamente a sua ingestão de carboidratos e aumentou um pouco as “gorduras boas” para ter saciedade, certo? Então, o que aconteceu? O produto “final” da oxidação de gorduras (acetil coA) precisa de um intermediário vindo principalmente da degradação do carboidrato (o oxaloacetato) para entrar em um ciclo (do ácido cítrico) para gerar energia. Quando o carboidrato não é ingerido em quantidade suficiente o o acetil coA “acumula” e acaba dando origem aos chamados “corpos cetônicos”. Este odor pode ser facilmente percebido na respiração destes indivíduos.
Em jejum muito prolongado este fato também pode ocorrer! Então é a hora de aumentar um pouco o carboidrato ou melhorar a distribuição do mesmo no seu dia. Fazendo isso haverá novamente um “equilíbrio bioquímico” em seu organismo que facilitará suas atividades e inclusive a queima de gordura.
Preste atenção na sua dieta! Não elimine simplesmente um macronutriente para reduzir o percentual de gordura! Infelizmente a bioquímica da nutrição não é tão simples assim! Não dá para “enganar o corpo”! Temos que entender o seu funcionamento para fazê-lo trabalhar a favor dos nossos objetivos!
Feliz 2014! Estamos de volta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s