Estratégia para perda de gordura

Vou falar hoje de um tema que interessa a muita gente! Vamos discutir um método que pode ser usado para favorecer a redução de gordura corporal. Não é uma regra para a perda de gordura e nem uma reeducação para ser seguida durante a vida toda. Vou apenas apresentar um “caminho bioquímico” que poderia estimular a queima de gordura. Lembrando que são apenas pesquisas e teorias.
No último congresso que fui nos EUA no início deste mês alguns pesquisadores mostravam estratégias que poderiam ser utilizadas para melhorar a performance de atletas em maratonas. No caso, o objetivo deles era melhorar o sistema aeróbico do atleta. Como o sistema aeróbico é o sistema pelo qual a gordura é oxidada (“queimada”) é provável que maximizando-o poderemos acelerar a queima de gordura corporal. Então, porque não trazer estes resultados para praticantes de atividades físicas que tenham como objetivo a redução do percentual de gordura?
A estratégia se baseia em forçar o organismo a treinar com o estoque de glicogênio bem reduzido, pois deste modo obrigaríamos o corpo a utilizar a gordura como fonte de energia para a atividade. No estudo o objetivo era melhorar todo o sistema de oxidação de gorduras dos atletas para que os mesmos pudessem poupar o glicogênio (reserva de carboidrato) para um final de prova (o que teoricamente melhoraria o rendimento e reduziria o tempo total de prova).
No nosso caso, se o objetivo é acelerar a queima de gordura, estaríamos estimulando (e melhorando o trabalho de) as enzimas e mitocôndrias necessárias para tal.
Como fazer? A metodologia consiste em treinos aeróbicos que sejam feitos não em jejum, mas sim com os estoques de glicogênio reduzidos. Para isso a dieta se baseia em aumentar o aporte de proteínas magras e gorduras ( de forma calculada e não a vontade) . No caso da gordura obviamente não serão gorduras saturadas (ou “ruins”). O carboidrato não é completamente retirado, mas sim, reduzido (sempre de baixo índice glicêmico). O mais importante a respeito dos carboidratos seria não coloca-lo pós treino para não haver recuperação de glicogênio e nem imediatamente antes.
Essa dieta seria cíclica, sendo essa estratégia seguida por algo em torno de 1 semana. Mas cuidado! Ela é feita para atletas com grande capacidade aeróbica, que estão acostumados e são capazes de treinar assim! Iniciantes não devem fazer, pois pode haver hipoglicemia grave.
Atenção! Não estou dizendo que o carboidrato não seja importante para a perda de gordura. Ele é! É inclusive fundamental em qualquer programa alimentar. Eu só quis demonstrar que um caminho utilizado para melhorar a performance de atletas poderia ser também uma estratégia interessante a ser pensada a respeito!
Bons Treinos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s